fbpx

Taaqui

Como fazer um jingle publicitário de sucesso?

Como fazer um jingle
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Como fazer um jingle? Aquele comercial que você assiste e, dias depois, ainda se pega cantando a melodia? Você pode até tentar, mas não poderá evitar aquela musiquinha na sua cabeça repetindo sem parar.

Criar um jingle que tenha esse poder é muito recompensador. A questão é como fazer uma peça musical que consegue entrar na cabeça do ouvinte? Vamos conversar sobre isso aqui. Vou te guiar pelos passos mais importantes para que seu jingle se torne um sucesso.

Vamos lá?! 

O que é um jingle?

Compreender o que é um jingle é necessário para conseguir aproveitar todo o poder dessa “ferramenta”. Um jingle é basicamente uma peça musical publicitária, que tem o objetivo de chamar atenção de quem escuta, mas não só chamar atenção. A ideia é também fixar a marca/produto na mente do ouvinte. 

Para cumprir essa função com excelência, os jingles contam com estruturas de melodias simples, rimas e repetições. Essa estrutura é importante porque é responsável por gerar emoções e sensações que serão facilmente memorizadas  e associadas à marca, independente do tempo que passe.

Isso explica porque você consegue lembrar de jingles que já não são mais transmitidos há anos! Quer testar? Veja se conhece alguma das peças musicais famosas no Brasil

Exemplos de jingles famosos no Brasil

Vamos fazer um teste e você me diz nos comentários se lembra de alguma peça musical de 2 grandes empresas. Veja abaixo:

Johnson ‘s Baby – Lembra desse?

Esfrega, esfrega

Vai fazendo espuma

Esfrega, esfrega

Vai fazendo massagem

Gostoso pra chuchu

Chuá chuá uh uh

Lavar a cabeleira com Johnson’s Baby Shampoo

Uh uh uáááá”

Cantou junto com a letra? Para quem viveu essa época é quase impossível não cantar junto. Em 1992, a trilha sonora que contagiou crianças e adultos foi inspirada no ratinho do Castelo Rá -tim-bum. 

McDonalds – E esse?

 “Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles, num pão com gergelim”

Esse é outro jingle dos anos 90 que fez muito sucesso e até hoje é fácil revisá-lo em nossas mentes, mesmo depois de quase 30.

Jingles não saem da mente tão fácil. Eles são poderosos e podem ser lembrados por anos. Por isso, reunimos 7 dicas que vão levar seus jingles a outro patamar, gerando resultados que seus clientes vão te indicar para outras pessoas.

7 dicas de como fazer um jingle que gruda na mente por anos

Psicólogos e neurologistas que estudam os efeitos da música no cérebro descobriram que música com uma forte conexão emocional com o ouvinte é difícil de esquecer. 

Alguns passos são essenciais para fazer um jingle que gruda na mente por anos como as peças comerciais mais famosas dos anos 90, é isso que você vai aprender aqui. 

Nossa missão é te ajudar a ter uma rádio de sucesso, então, siga as dicas e qualquer dúvida não se acanhe em nos chamar ou deixar um comentário.

Vamos às dicas.

1- Pesquise

A parte da pesquisa é sempre inicial para qualquer projeto novo que pretendemos fazer. Não pense que você vai sentar para escrever um jingle e a inspiração virá do N-A-D-A. 

Olhe para os artistas que você gosta, como eles se inspiram? Se você pesquisar como seu artista favorito escreveu aquela música que você ama verá que ele se inspirou em algo que veio antes do trabalho dele. Todos os artistas entendem que nenhum trabalho é original. Cada arte é construída de uma arte pré-existente.

Você está trabalhando com a criatividade, precisa de inspiração. Pesquise sobre o que já deu certo antes para aquele nicho que você irá criar o jingle, reúna tudo em uma pasta.

2– Conheça bem o produto

Você precisa entender bem o produto ou pedir à empresa informações importantes sobre o produto.

Como: dúvidas frequentes e objeções de clientes. Antes de começar a escrever. Liste qual problema o produto resolve, quais são os benefícios, quais são ideias fixas sobre o produto que as pessoas têm e você pode ressignificar? 

3- Escreva para o ouvido e o olho

A combinação de script mais música cria jingles que grudam na mente por anos, como já vimos anteriormente.

Quando for escrever tente passar uma mensagem que faça o ouvinte imaginar, evoque imagens mentais e associações. Pense no jingle do McDonald ‘s, ele descreve todo o hamburger, faz a gente imaginar.

Explore, faça uso de figuras de linguagem, metáforas e trocadilhos porque são ferramentas que aumentam a probabilidade de fixação da melodia. Além de passar a mensagem de forma interessante e engraçada. Isso é muito poderoso. 

5- Simplicidade é o segredo

No mundo dos jingles, ser claro e conciso é tudo. Os ouvintes não devem ter que pensar muito sobre o significado ou propósito. Se uma criança pode repeti-lo sem dificuldade, então você está no caminho certo. 

Quanto mais curto melhor, quanto mais repetições melhor, quanto mais rimas, melhor. Ao iniciar a escrever, tenha isso em mente.

 O objetivo principal é torná-lo reconhecível e memorável. Alguns jingles podem levar 30 segundos completos para fazer isso acontecer; outros podem fazer isso em apenas seis notas. 

6- Música que conecta

O som é muito importante no jingle. A música pode nos marcar, gerando sensações que facilitam a memorização. Prefira melodias animadas, aquelas que é impossível ficar parado ao ouvir, mas que não seja muito longa.

Lembre-se de escolher uma melodia que o público tenha interesse. Não fique travado, com medo de escolher errado, pesquise, selecione 3 e vai trocando se não gostar do resultado. Procure sempre testar as ideias.

7- Foco no público

Não tire o perfil do público da cabeça durante todo o processo. Procure entender o “estilo musical”, interesses que o público consome e as dores que eles desejam resolver. Isso vai te guiar para determinar a melodia para a base e a escrita.

Te ajudou? Conte para a gente nos comentários.

Conheça mais 

A Taaqui oferece hoje uma das melhores plataformas para gerenciamento de rádio online, com um sistema intuitivo a plataforma lhe oferece materiais de programas e programetes para enriquecer a programação. 

Tudo isso, de uma forma bem prática e você cria sua rádio online com poucos cliques e em poucos minutos. Conheça aqui.  

 

Veja também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *